Primeiro transplante com células estaminais do cordão foi há um ano

Faz na próxima um ano que se realizou o primeiro transplante com células estaminais do sangue do cordão umbilical, criopreservadas num banco privado português. A operação, realizada no IPO do Porto a 19 de Fevereiro de 2007, tratou a doença do pequeno Frederico, uma criança de 14 meses que tinha uma imunodeficiência combinada severa (SCID).

Tal como recorda a empresa, assim que lhe foi diagnosticada a doença, o Departamento de Imuno-Hemoterapia do IPO do Porto contactou a Crioestaminal, onde os pais tinham guardado as células estaminais do sangue do cordão umbilical do irmão da criança doente, e testou a compatibilidade. No dia de 19 de Fevereiro de 2007 decorreu o transplante que se revelou ser a solução para combater as deficiências no sistema imunitário do Frederico, que o tornavam mais susceptível a infecções graves, recorrentes e eventualmente fatais.

Devido à debilidade do seu sistema imunitário, a criança, natural de Coimbra, manifestava episódios recorrentes de infecção que foram sendo provisoriamente controlados, com recurso a tratamentos com antibióticos e imunoglobulinas. O diagnóstico final indicava redução significativa e quase ausência de linfócitos CD8 em circulação, que poderiam levar à morte da criança. O transplante foi então realizado com sucesso, num contexto heterólogo ? ou seja, a partir das células estaminais de outra pessoa, neste caso do irmão ? e a criança encontra-se saudável um ano depois. Alzira Carvalhais, Directora do Departamento de Imuno-Hemoterapia do IPO do Porto, referiu que ?a criança tinha uma doença de células e teve a sorte de ter um irmão histo-compatível, o que acontece em 25 por cento dos casos?.

Raúl Santos, director-geral da Crioestaminal, afirma que ?um ano depois deste acontecimento verificamos que, cada vez mais, os pais portugueses acreditam na importância da criopreservação de células estaminais do sangue do cordão umbilical e asseguramos o nosso total compromisso na rapidez e eficácia da nossa resposta em situações semelhantes, tal como aconteceu no caso do Frederico?.

Para assinalar o primeiro aniversário da operação realizada, a Crioestaminal irá organizar uma Mesa Redonda com diversas personalidades ligadas à Ciência, Saúde e Apoio Social, sobre o tema ?Células Estaminais: Que Contributos para o Cancro??, com o objectivo de promover o debate sobre últimos avanços científicos, aplicações terapêuticas, necessidades sociais e de saúde das populações e dos doentes com cancro.

O sangue do cordão umbilical tem sido utilizado para o tratamento de diversas doenças hemato-oncológicas, tendo sido já realizados mais de 7000 transplantes em todo o mundo. A Crioestaminal já guardou cerca de 18 mil amostras de sangue do cordão umbilical. Os seus laboratórios situam-se no Biocant Park, Parque de Biotecnologia de Portugal.

(Fonte: CiênciaPT - Informação de Educação, Ciência)

     
Home page  |  Sobre nos  |  Blog  |  Links  |  Contactos | Notícias
 
Copyright © DarVida.net Portal. All rights reserved.